A Story Beyond the Store

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

De galinha a Leão



  Você é um homem ou uma galinha? 
No meu caso sou uma mulher e sim, já fui galinha em diversas situações na minha vida. Aqui me refiro a ter coragem ou ser covarde, perante uma sociedade que deixou de ser moderna para ser  monopolista.  
Fiz uma análise de qual foi a palavra que ecoou em meus pensamentos durante os últimos tempos: COBRANÇA Resumindo, já me cobrei demais, exigi coisas acima do meu limite, me coloquei em sofrimento quando poderia ter observado e agido com mais sabedoria. Naquele momento fui a galinha do meu terreiro e quer saber? ASSUMO. É um saco ser leão sempre...Já me ví literalmente ciscando por migalhas e não me envergonho, apenas me reconheço. Aprendo, cresço. Tenho meus dias de rainha da selva, mas sei que posso criar penas e bico à qualquer momento, afinal sinto medo e tenho receios. É nessa hora que entra outra palavra : ACEITAÇÃO. Quando isso acontece, o peso diminui, consigo me ver como um ser imperfeito cheio de limitações. É nesse instante, que conseguimos nos estender a mão, mudar o pensamento e expandir nosso universo. 
Hoje posso ser metade galinha e metade leão, tem dias até que sou formiga e em outros pavão...
Desde que eu esteja olhando pra de mim, isso não terá tanta importância. Hoje busco deixar sementes  por onde passo e soltar a bicharada toda que me habita. Enquanto evoluo, não entro em extinção...
                                                       
                                                                                      ( Texto Carolina Salles)